Teorias de Aprendizagem

Tempo de leitura: 3 minutos

Dentro do estudo de cada concepção de aprendizagem foram surgindo as teorias de aprendizagem, que muito contribuíram e mantem a sua contribuição em todo processo histórico da Aprendizagem e também da Psicologia.

  • BEHAVIORISMO

De acordo com essa teoria, que teve inicio com Watson e skinner, aprendizagem significa condicionamento, ou seja, quando queremos que o individuo aprenda um novo comportamento, precisamos condicioná-lo a essa aprendizagem. Esse processo consiste em apresentar estímulos ou reforços, e devem estar relacionados com alguma necessidade da pessoa que aprende.

A aprendizagem depende da relação compreendida entre o estimulo e a resposta.

  • GESTALTISMO

Para os psicólogos Kofka e Werthimer, a aprendizagem acontece por insight, é uma forma em que a aprendizagem se dá por “estalos”, parece que tudo fica claro e compreensível de repente. É uma aprendizagem por compreensão, sendo que a experiência anterior e o estimulo proposto também são fatores importantes.

  • TEORIA DE CAMPO

Essa teoria é derivada da Psicologia Gestaltista. Seu principal fundador foi Kurt Lewin e ela explica como a aprendizagem e a percepção depende do campo psicológico da própria pessoa, ou seja, depende dos seus sentimentos, atitudes, expectativas e ainda da forma como o ambiente externo atua em todas as condições internas do individuo. À medida que aprende, o sujeito aumenta seu conhecimento, ampliando e diferenciando o espaço vital.

Espaço vital é o principal conceito dessa teoria, e refere-se as características da pessoa e também do meio ande vive.

  • COGNITIVISMO

Elaborada inicialmente por Jonhn Dewey (1859 – 1952).

No Brasil, as ideias da nova escola de Dewey foram muito difundidas a partir do final da década de vinte, através de Anísio Teixeira, Lourenço Filho e outros.

Essa teoria se preocupa com o processo de compreensão, transformação, armazenamento e utilização das informações no plano da cognição; que é o processo através do qual o mundo de significados tem origem.

Para Dewey e seus seguidores, aprender é aprender a pensar, a refletir, através da investigação, da sondagem, de provas até chegar a uma nova descoberta.

  • ASSOCIASSIONISMO

Seu principal representante é Edward Thorndike, e como próprio termo associacionismos diz, essa teoria acredita que a aprendizagem se dá por um processo de associação de ideias, das mais simples as mais complexas. Assim para aprender um conteúdo complexo, a pessoa precisaria primeiro aprender as ideias mais simples, que estariam associadas aquele conteúdo.

  • CONSTRUTIVISMO

A aprendizagem ocorre quando a informação é processada pelos esquemas mentais e agregada a esses esquemas, assim, o conhecimento construído vai sendo incorporado aos esquemas mentais anteriores ou novos. A ideia é de que o homem não nasce pronto, inteligente, mas que vai respondendo aos estímulos externos e com isso construindo seu próprio conhecimento, de forma cada vez mais elaborada.

Jean Piaget, o grande norte dessa teoria, nos fala da importância de um estimulo externo, do ambiente, para que haja o desequilíbrio do sujeito e com isso a assimilação que é a construção de um novo saber, isso por sua vez irá gerar uma resposta/equilibração/aprendizagem. Para o pensador o importante é apresentar as crianças formas de pensamento, não sem antes detectar que condições elas tem de absorvê-las.

Resumindo, é possível dizer que para essa teoria o conhecimento se constitui pela interação do individuo com o meio físico e social, com o simbolismo humano e com o mundo das relações sociais.

  • SOCIOCONSTRUTIVISMO – SOCIOINTERACIONISMO

Termos usados para fazer distinção entre a corrente teórica de Lev Vygotsky e o construtivismo Jean Piaget.

Ambos sustentam que a inteligência é construída a partir das relações reciprocas do homem com o meio, mas enquanto Piaget defende que a estruturação do organismo precede o desenvolvimento, para Vygotsky é o próprio processo de aprender que gera e promove o desenvolvimento das estruturas mentais superiores.

Para os seguidores dessa teoria a interação social exerce um papel fundamental no desenvolvimento cognitivo, ou seja, a aprendizagem resulta da interação do sujeito com o meio em que está inserido e também das influencias do momento histórico que esta vivendo.

Sobre Sabrina Castilhos

Sou Sabrina Castilhos da Silva Branco, Educadora apaixonada por gente e pela sala de aula, que é um espaço que me surpreende, encanta, desafia, ensina e me possibilita exercer a arte de Educar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.