O que é aprender?

Tempo de leitura: 4 minutos

 Qualquer pessoa consegue responder sem pestanejar a perguntas do tipo: O que você aprendeu hoje na escola? O que aprendeu com este livro? E sabemos também justificar as habilidades que temos como ler, escrever, fazer um bolo, nadar… dizendo sempre que aprendemos. Fica claro que usamos o termo                Aprender sem nenhuma dificuldade, uma vez que entendemos que se sabemos agora algo que antes não sabíamos, é sinal que aprendemos.

 No entanto, o conceito de aprendizagem não é tão simples assim, é difícil encontrar uma única definição de aprendizagem que consiga abranger tudo o que está envolvido no processo de aprender.

 Sabe-se que é evidente que a aprendizagem não espera o período escolar para iniciar, ela inicia já na vida intrauterina, pois, desde a terceira semana de gestação já se tem evidencia da formação de estruturas nervosas no bebê, permitindo com que haja aprendizagem.  Rebollo, nos fala que a aprendizagem é um processo que se dá no sistema nervoso central, permitindo e gerando modificações mais ou menos permanentes, permitindo uma melhor adaptação do sujeito com o meio.

 Quando um estimulo é reconhecido no Sistema Nervoso Central (SNC), desencadeia uma lembrança; quando o estimulo é novo, desencadeia uma mudança. Essa mudança é o aprendizado novo e a lembrança, é a confirmação do aprendizado já adquirido. Hoje se sabe que todo e qualquer sujeito nasce com conhecimentos e potencialmente inclinado a aprender por toda a vida, pois em qualquer idade o ser humano está propicio a aprender algo até então não descoberto.

A aprendizagem não é um tema recente, desde os mais remotos tempos da história da civilização a aprendizagem como processo vem sendo estudada e sistematizada, admitindo diversas conceituações. Na Idade Média entendia-se aprender como a ação de fixar na memória um fato ou conhecimento. Muitas outras ideias sobre aprendizagem têm sido expressas em definições, como por exemplo:

  • Pode ser a descoberta de qualidades ou propriedades inerentes a coisas ou seres.
  • É quando as informações provenientes do mundo externo são transmitidas pelo sistema nervoso causando uma mudança mais ou menos permanente do comportamento futuro.
  • Pode ser a descoberta de uma relação entre um conhecimento e outro conhecimento.
  • É a conexão entre o estimulo e a resposta.
  • É um processo ou operação, resultantes de uma prática, que geram mudanças permanentes ou não ao comportamento.
  • Pode ser aquisição de informações.

Muitos estudiosos continuam na busca de uma definição para o ato de aprender, desde muito se busca esclarecer esse processo. Leif (1976), já descrevia a aprendizagem, da seguinte forma.

Aquisição de conhecimentos pela experiência ou atividade intelectual, geralmente com o fim de se poder realizá-los ou pô-los em prática; aquisição da capacidade de fazer, praticar ou empreender um ato, ação ou qualquer coisa; aquisição da capacidade técnica de exercer uma profissão; ensino dado a alguém, especialmente a um aluno, com a finalidade de fazê-lo atingir um objetivo.

Na Wikipédia encontramos Aprendizagem como sendo um processo pelo qual os conhecimentos, valores, habilidades, competências ou comportamentos são resultados adquiridos ou modificados, através de estudo, raciocínio, experiências, formação e observação. Ao encontro dessa definição, é possível dizer que Aprendizagem é um processo de mudança de comportamento obtido através da experiência construída por fatores emocionais, neurológicos, relacionais e ambientais. Com isso é visível que a aprendizagem integra o cerebral, o psíquico, o cognitivo e o social, tornando-se um processo neuropsicocognitivo, que se dá dentro de uma determinada sociedade, que tem a sua cultura particular e que está passando por um determinado momento histórico.

O sujeito necessita estar em contato com um grupo social desde criança, pois se apropria ativamente do conteúdo gerado na experiência humana, daquilo que o grupo social em que está inserido conhece, esse processo de apropriação é que é de fato a aprendizagem. Para que se aprenda, é necessário estar em contato com outras pessoas que sejam mais experientes ou que tenham deferentes experiências, pois através das inúmeras relações que se vai tecendo é que faz com que gradativamente vá ampliando sua forma de lidar com o novo e construindo significados para suas ações e experiências. Todavia, aprender não é memorizar algo, decorar conteúdos, frequentar um curso, assistir a uma reportagem ou pesquisa, aprender é sobre tudo agir e transformar-se, construir seus próprios conhecimentos interagindo consigo e com o mundo.

Sobre Sabrina Castilhos

Sou Sabrina Castilhos da Silva Branco, Educadora apaixonada por gente e pela sala de aula, que é um espaço que me surpreende, encanta, desafia, ensina e me possibilita exercer a arte de Educar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.