11 dicas para um bom professor

Tempo de leitura: 2 minutos

11 dicas para um bom professor - Educação
11 dicas para um bom professor – Educação
  1. Pratique a pedagogia do exemplo, em que sua vida e seu trabalho sejam significativo para si mesmo e para os outros em seu entorno, e, em especial, os alunos;
  2. Valorize seu trabalho e, acima de tudo, o conhecimento prévio de seu aluno;
  3. Avalie o aluno, a turma, mas também se auto avalie sempre, de forma quantitativa, mas acima de tudo qualitativa;
  4. Respeite as diferenças entre os alunos, os colegas de trabalho, os vizinhos, amigos e familiares, afinal, ninguém é igual;
  5. Permita-se de vez em quando quebrar as regras, flexibilizando-se e flexibilizando seus projetos de trabalho e de vida (em que o primeiro seja a extensão do segundo), e lembre-se que, por melhor que seja um projeto, na prática nem sempre funciona;
  6. Busque objetivos possíveis de serem atingidos, sempre usando o bom senso e respeitando a diversidade e a adversidade do meio;
  7. Relacione-se com toda a turma de forma igual, usando o mesmo critério, sem preferências por A, B ou C, e, acima de tudo: se errar erre com todos, e se acertar, que seja também com o grupo, sem exceções;
  8. Trabalhe em parceria com a família, estimule a sua participação na vida escolar do seu filho (a);
  9. Compartilhe seu conhecimento com os colegas trabalhando de forma cooperativa. Divulgue o que dá certo, comente o que pode ser mudado, sem culpas nem medos, e de forma consciente;
  10. Mantenha seu espírito jovem e para isso, se atualize constantemente, não precisando fazer curso a distância, pós-graduação, etc., mas faça coisas simples também, como sentar com seus alunos e ver o que eles sabem sobre aquele assunto, ouvir a prática de seus colegas e porque não ler um Blog?!
  11. E, por fim, mais do que tudo, sob pressão, respire fundo e conte até 10, se não der, então, até 100, e tente manter-se calmo e tranquilo, para não descarregar em quem não deve suas frustrações e indignações (válidas ou não), bastando usar o bom humor para aliviar a tensão, pois quando vemos os olhos dos alunos brilhando ao trabalhar um certo conteúdo é sinal de que nosso esforço e dedicação encontrou o eco esperado e o significado além de nós mesmos.

Sobre Sabrina Castilhos

Sou Sabrina Castilhos da Silva Branco, Educadora apaixonada por gente e pela sala de aula, que é um espaço que me surpreende, encanta, desafia, ensina e me possibilita exercer a arte de Educar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.